CONTA DE ENERGIA ELÉTRICA COM ENERGIA SOLAR – EXPLICADA (EXEMPLO MONOFÁSICO DA CEEE-D 2020)

Muitas pessoas pagam a conta de energia elétrica sem pensar duas vezes, muito menos entender pelo que estão sendo cobrados e por quê. A maioria apenas olha para o valor devido, faz o pagamento e, em seguida, espera a chegada da conta do mês seguinte.

Isso é compreensível, pois a maioria das pessoas não conhece os componentes de uma conta de energia elétrica. Vamos dar uma olhada nos componentes comuns de uma conta de energia com (sim, você ainda vai receber uma conta, mesmo com a energia solar) um sistema solar. Depois de ler, você não conseguirá mais olhar para a conta de energia da mesma forma, o que é bom.

PRODIST MÓDULO 11 – FATURA DE ENERGIA ELÉTRICA E INFORMAÇÕES SUPLEMENTARES

Os Procedimentos de Distribuição – PRODIST são documentos elaborados pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) e normatizam e padronizam as atividades técnicas relacionadas ao funcionamento e desempenho dos sistemas de distribuição de energia elétrica. E no Módulo 11 estão definidas as informações que devem constar nas faturas de energia elétrica e os aspectos relevantes sobre a forma de apresentação dessas informações. A partir deste módulo destaco os seguintes itens do mesmo, com destaque para o item 1.3:

1.2 As informações obrigatórias que devem constar de todas as faturas estão relacionadas:

a) À identificação do consumidor ou usuário do sistema de distribuição;

b) À identificação da unidade consumidora ou ponto de acesso;

c) Ao que é necessário para efetuar o pagamento;

d) Às quantidades e valores relativos aos produtos e serviços prestados;

e) Aos impostos e contribuições incidentes sobre o faturamento;

f) Ao histórico de faturamento; e

g) Aos interesses dos consumidores e demais usuários do sistema de distribuição.

1.3 A premissa básica utilizada para a definição das informações obrigatórias é de que a fatura deve conter todos os dados necessários para que se possa reproduzir os cálculos que resultaram no valor a ser pago. Nesse sentido, a fatura é autocontida, ou seja, não requer que se busquem dados em outros locais. ”

Assim sendo, quando não for possível reproduzir os cálculos que chegaram ao valor da conta de energia elétrica deve-se requerer a concessionária a correção ou explicação sobre os cálculos utilizados.

Neste post do blog vamos explicar rapidamente os principais pontos de uma conta de energia elétrica de um cliente com energia solar fotovoltaica.

Exemplo de Conta de Energia Elétrica de Cliente com Sistema de Microgeração Solar Fotovoltaica Instalado – Monofásico CEEE-D

Exemplo de Conta de Energia Elétrica da CEEE-D com Energia Solar

Item 1

Dados do proprietário da unidade consumidora: nome, cpf/cnpj, endereço, tipo de fornecimento (Monofásico, Bifásico ou Trifásico) e classe de consumo.

Item 2

Código de identificação da unidade consumidora no sistema da concessionária de energia.

Item 3

Bandeira tarifária vigente.

Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo;

Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,01343 para cada quilowatt-hora (kWh) consumidos;

Bandeira vermelha – Patamar 1: condições mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,04169 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Bandeira vermelha – Patamar 2: condições ainda mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,06243 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Item 4

Total a pagar em R$ no período relativo a fatura de energia elétrica.

Item 5

Consumo total de energia elétrica fornecido pela concessionária no período. Importante explicar que este consumo sempre reduz após a instalação do sistema de energia solar. Ocorre que o consumidor passa a utilizar a energia gerada pelo sistema solar durante o horário de sol e utiliza a energia da concessionária apenas nos momentos que o sistema solar não conseguir fornecer energia suficiente (noite, dias nublados ou chuvosos).

Item 6

Dados acumulados da energia consumida oriunda da concessionária. A partir deste dado se calcula a energia consumida diminuindo a leitura mais recente da anterior.

Item 7

Dados acumulados da energia injetada/devolvida pelo consumidor para concessionária. É importante lembrar que o valor injetado é apenas o excedente que o cliente não utilizou, não é o valor total gerado pelo sistema.

Item 8

Demonstrativo de valores utilizados para chegar ao valor a ser pago.

Item 9

Histórico de consumo das faturas anteriores.

Item 10

Saldo de créditos gerados no período e total acumulados.

Saiba mais sobre sua conta de energia com sistema solar:

https://microgeracaofv.wordpress.com/2018/07/09/saiba-como-fica-a-sua-conta-de-energia-eletrica-apos-a-instalacao-do-seu-sistema-solar-fotovoltaico/

Conforme os proprietários de residências começam sua jornada como clientes de energia solar, há tantas perguntas sobre custos, retorno sobre o investimento, procedimentos de instalação e manutenção que criamos vários posts no blog, como uma página de respostas.

Quer ver sua conta de energia elétrica encolher? Você está convencido de que investir em energia fotovoltaica faz muito sentido financeiro?

Entre em contato com a Delta Solar para saber quanto dinheiro você pode economizar. Atendendo a clientes residenciais, comerciais e industriais podemos mostrar todos os benefícios que serão seus quando você instalar um sistema de energia solar.

WhatsApp: (53) 99906-7001 – (53) 92000-5258 – (53) 98434-7719

Tel. Fixo: (53) 3275-1222

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s